História: Atlântica

A Atlântica nasceu em 1996 como instituição de interesse público, que procurava ser uma referência orientada para a criação, transmissão e difusão do saber, da ciência e da tecnologia através da articulação do estudo, do ensino, da investigação e do desenvolvimento experimental.

Administrada pela E.I.A.— Ensino, Investigação e Administração S.A., entidade instituidora criada em 1993 com o objetivo de desenvolver uma instituição de ensino superior de qualidade, reconhecida pela capacidade de formar profissionais de excelência para o mercado de trabalho, teve na sua base professores universitários, investigadores, instituições financeiras, grupos institucionais, empresas de serviço e de estudos, e a Câmara Municipal de Oeiras, que até 2014 se manteve como a principal acionista. Em 1996 tiveram início as primeiras licenciaturas na área da Gestão, Ambiente, Território, TIC e Gestão em Saúde e em 2001 foi criada a Escola Superior de Saúde Atlântica. Desde então, a Atlântica tem alargado os seus interesses científicos e consolidou as suas vertentes de ensino e investigação.

​Em 2014, a Empresa Carbures adquire 87% do capital social da E.I.A., manifestando o propósito de contribuir para uma alteração do ensino superior em Portugal, pelo fomento da ligação entre indústria — estabelecimento de ensino superior universitário — investigação, concretizado através da criação de um pólo tecnológico de desenvolvimento da área das engenharias de materiais e das ciências das engenharias aeronáuticas — seu core business.

​Esta colaboração permitirá transferir conhecimento da Empresa para a Universidade, numa relação biunívoca, formar licenciados, mestres e doutores, futuros profissionais, com competências realmente úteis à empresa, mas também permitirá à Instituição universitária apoiar a empresa em projetos de investigação e desenvolvimento tecnológico. Através deste novo modelo de ensino que privilegia a devida integração instituição universitária / empresa, áreas de conhecimento transversais e complementares (saúde, ciências empresariais, tecnologias de informação, engenharia), e um forte investimento em investigação que origine inovação aplicada, a Atlântica marca a diferença no ensino superior em Portugal, privado e público.​

A Atlântica permite aos alunos uma aprendizagem e investigação de elevada qualidade, com uma formação especializada, integrada com a realidade das empresas, e desta forma, maior empregabilidade.

Hoje a Atlântica pretende distinguir-se e ser um valioso instrumento de progresso universitário em Portugal.

História: ESSATLA

A Escola Superior de Saúde Atlântica (ESSATLA) foi criada em 2001 como unidade orgânica da Universidade Atlântica, nela tendo ficado integrada como escola de saúde de nível politécnico.

Dado tratar-se de uma unidade orgânica da Universidade Atlântica, a administração pertencia à respetiva entidade instituidora, a EIA.— Ensino, Investigação e Administração S.A. a qual tinha sido criada em 1993 por um conjunto de professores universitários, investigadores, instituições financeiras, grupos institucionais, empresas de serviço e de estudos, e a Câmara Municipal de Oeiras, que até 2014 se manteve como a principal acionista.

Em 2002 têm início dois cursos bietápicos, de orientação técnico-profissional, em Radiologia, e em Análises Clínicas e Saúde Pública. Foram também criados os cursos de licenciatura em Enfermagem (2001), Fisioterapia (2001), Terapia da Fala (2003) e o Curso de Complemento de Formação em Enfermagem (2002).

Os cursos da Escola procuravam responder às exigências da formação técnico-pressionais e ao mesmo tempo dar uma formação humanista aos alunos numa perspetiva integrada com as ciências sociais e do comportamento.

Desde o início tiveram forte componente de prática em contexto profissional, através do ensino em contexto clínico o que levou a escola a estabelecer protocolos de colaboração com os hospitais e centros de saúde da região de Lisboa.

Devido à necessidade de adequação dos cursos à evolução científica e tecnológica das respetivas áreas, os cursos de Terapia da Fala, Radiologia, Análises Clínicas e Saúde Pública vieram a ser descontinuados a partir de 2015, tendo-se iniciado uma nova etapa, de reformulação desses cursos, de acordo com as orientações dadas oportunamente pelas Comissões de Avaliação da A3es.

Em Julho de 2017 foi acreditada a nova licenciatura em Osteopatia, que entrou em funcionamento em 2017-2018.

Programas ministrados em:
Português

Esta escola também oferece:

Diploma de Pós-Graduação

Atlântica

Atualmente, a Segurança da Informação é uma preocupação visível e crescente nas organizações. A competitividade empresarial é altamente dependente do acesso e da geração ... [+]

Atualmente, a Segurança da Informação é uma preocupação visível e crescente nas organizações. A competitividade empresarial é altamente dependente do acesso e da geração de mais e melhores informações. O perímetro das organizações com o exterior é mais permissivo. Os processos de negócios são executados num contexto de troca contínua de informações com elementos externos no relacionamento com clientes e fornecedores. Os hábitos sociais dos funcionários dentro das organizações mudaram o acesso às redes da organização usando os seus próprios dispositivos, nem sempre devidamente protegidos tendo em consideração seus dados pessoais, permitindo a criação de backdoors para dados corporativos, mesmo em comportamentos e atitudes aparentemente inofensivos.... [-]

Portugal Barcarena
January 2020
Meio período
162 
campus
Leia mais em Português
Atlântica

Esta Pós-Graduação trata de uma valência que não é comum nas tradicionais ofertas do ensino superior em Portugal (pensamos mesmo que é uma oferta inovadora no nosso País) ... [+]

Esta Pós-Graduação trata de uma valência que não é comum nas tradicionais ofertas do ensino superior em Portugal (pensamos mesmo que é uma oferta inovadora no nosso País), mas que constitui uma mais valia importantíssima para o tecido empresarial, quer pelos aspetos relacionados com a ação profissional, quer pelos aspetos relacionados com os diversos domínios transversais abordados neste curso, mas fundamentais para a inovação na gestão estratégica de pessoas.

A ideia desta Pós-Graduação com estas valências (inovação e mudança na gestão estratégica de pessoas) é muito original e útil, pois procuramos dotar os participantes com novas “ferramentas”, conhecimentos e competências, acompanhando as novas formas e melhores práticas internacionais neste domínio.... [-]

Portugal Barcarena
October 2019
Meio período
210 
campus
Leia mais em Português
Atlântica

Com vista a responder às necessidades de formação por parte dos profissionais que atuam nesta área, a nova PG em Materiais Compósitos, oferece um programa compacto e em h ... [+]

Com vista a responder às necessidades de formação por parte dos profissionais que atuam nesta área, a nova PG em Materiais Compósitos, oferece um programa compacto e em horário pós-laboral, que consiste em módulos específicos em Materiais Compósitos, onde serão leccionados temas como a produção, a reparação e a reciclagem de Materiais Compósitos, projecto de compósitos laminados, nomeadamente dimensionamento e ligações. Esta formação permite ainda alargar as competências técnicas dos participantes na PG em termos de adesivos e tratamento de superfícies, essenciais à ligação entre peças de compósito e de compósito com metal, design e selecção de materiais e desenvolvimento de produto em Materiais Compósitos. A PG inclui também uma componente prática sobre o fabrico de Materiais Compósitos laminados e sua caracterização térmica, química e mecânica, realizada nos laboratórios da Atlântica.... [-]

Portugal Barcarena
January 2020
Meio período
72 
campus
Leia mais em Português